Remédio caseiro para espinhas


COMPARTILHE AGORA MESMO
Remédio caseiro para espinhas
Avalie este post

As acnes são classificadas como pequenas inflamações na pele, que provocam obstruções nas glândulas de gordura, formando-se pequenas e doloridas espinhas.

O seu aparecimento é comum em adolescentes na fase da puberdade, mas podem aparecer nos adultos também. Pela estética, todos querem livrar-se das acnes permanentemente, sem que elas deixem a pele manchada.

Alguns optam por comprar remédios nas farmácias, ou receitados pelo médico. E outros já escolhem as soluções caseiras para tratarem o problema.

Clean Caps – Complexo vitamínico natural

Antes disso gostaria de mostrar para vocês um complexo vitamínico quem tem auxiliado muitas pessoas a melhorar o aspecto da sua pele e diminuir significante mesmo a quantidade de espinhas:

Clean-Caps

CLEANCAPS seca cravos e espinhas de dentro pra fora, resolvendo seu problema e evitando marcas na sua pele. CLEANCAPS age de forma ativa, regulando a oleosidade da pele sem agredir seu organismo, pois é natural. Portanto, não é um remédio e você pode tomar pois não tem contraindicações.

Consegui um desconto abaixo para leitores do meu blog, espero que vocês gostem do produto e deixem o depoimento do uso dele neste post.

botao-dicas-de-beleza-e-saude

E se quiser saber mais um pouco sobre ele, veja o que já saiu sobre ele no G1 (Globo.com) .

Receitas caseiras para tratar das espinhas

1-Máscara caseira de arroz e mel: a mistura de arroz e mel, ajuda na desinflamação e clareamento da pele. Basta cozinhar duas colheres de arroz bem empapado, e duas de mel.

Após o cozimento, triture no liquidificador para facilitar a aplicação. Pode-se usar essa mistura para aplicar no rosto ou nas costas, deixando-a agir de 15 a 20 minutos. Enxaguar em seguida com água fria, lavando o rosto ou as costas, com sabonete líquido hidratante.

2-Suco de abacate com poejo e agrião: basta colocar três ramos de agrião, três de poejo, meio abacate e um copo de água no liquidificador. O agrião é excelente fonte de minerais como cálcio, iodo, vitamina A e E. O abacate também deixa a pele macia e ajuda a desinflamar as espinhas.

Depois de bater tudo no liquidificador, adoce a gosto. A dose recomendada é de um copo, duas vezes ao dia, por pelo menos duas semanas.    

3-Chá de hortelã: limpar a pele diariamente com chá de hortelã, basta colocar em uma panela com um litro de água e cinco folhas de hortelã, deixando ferver por cinco minutos. Deixe esfriar, e lave o rosto com a mistura, esperando secar naturalmente.

4-Bicarbonato de sódio: o bicarbonato de sódio tem ação antisséptica e anti-inflamatória, atuando como esfoliante para a pele e regulando o seu ph. Aplique em todo o rosto, e retire            depois de alguns minutos.

5-Chá de confrei: é cicatrizante, adstringente e anti-inflamatória. Adicione em meio litro de água, quatro colheres de sopa de folhas de confrei, deixando ferver por cinco minutos.

Após a fervura, coe e coloque em um recipiente de vidro, reservando em geladeira por três dias. Antes de aplicar no rosto, lave-o com sabonete antisséptico, seque-o e aplique com um algodão o chá de confrei em toda a área que contenha espinhas, duas vezes ao dia.

6-Gelo: a aplicação de gelo na pele, ativa a circulação fechando os poros, aliviando a dor e a inflamação da acne, devendo ser aplicado ao longo do dia. O gelo também é bom para acalmar queimaduras e cortes por toda a pele do corpo.

7-Vapor: Basta encher um recipiente com água, deixá-lo ferver e permitir que o vapor abra os poros da pele para limpá-los. Após o processo, lave o rosto com água morna, seque-o e passe um hidratante na pele.

8-Suco de tomate: o suco de tomate é rico em antioxidantes, e é adstringente. A mistura também reduz cicatrizes de acne na pele. Basta aplicar o suco de tomate na área afetada com a espinha e deixar agir por dez a quinze minutos.

9-Suco de limão: é rico em vitamina C e ácido cítrico, bom para todos os tipos de pele. Ele ajuda a esfoliar, a clarear as manchas e a desinflamar as espinhas.

10-Aloe Vera: o gel de aloe vera, pode ser aplicado diretamente nas espinhas, dando a sensação de alívio imediato na vermelhidão, irritação e infecção da pele. Basta aplicá-lo durante a noite, retirando-o completamente na manhã seguinte.

11-Mamão papaya: basta amassá-lo e aplicá-lo na pele para remover as células mortas, e desinflamação das espinhas. O mamão papaya contém uma enzima chamada papaína, responsável por reduzir a inflamação cutânea.

12-Creme dental: aplicar um pouco de creme dental na pele afetada pela acne, e deixar agir de noite. Removê-lo completamente na manhã seguinte.

13-Canela e mel: colocar em um recipiente a canela em pó, com um pouco de mel, e aplique na pele, deixando agir por pelo menos trinta minutos. Após isso, lave com água pura e continue a aplicar todos os dias até sentir melhora das espinhas.

aloe-vera-remedios-caseiros-para-as-espinhas

Fatores que podem desencadear as espinhas

1-Idade: as espinhas podem surgir a partir de 12 a 30 anos de idade, sendo mais comuns em mulheres. Devido ao aumento dos hormônios como a testosterona, que estimula a oleosidade na pele.

2-Não fazer uma limpeza de pele correta: se os poros da pele não forem bem higienizados, com sabonete antisséptico e água, a oleosidade aumenta, podendo aparecer as espinhas.

Deve-se lavar o rosto duas vezes ao dia, de manhã e de noite. Caso a pele seja muito oleosa, pode-se lavá-la pelo menos 4 vezes ao longo do dia.

3-Não retirar toda a maquiagem do rosto: se não for retirada corretamente a maquiagem do rosto, esta pode obstruir os poros da pele, e acumula sujeira e oleosidade, causando as espinhas ou cravos.

Se a pele já for oleosa, é preciso utilizar produtos específicos para esse tipo de pele, além de usar um bom demaquilante para retirá-la.

4-Alimentos que causam o aumento das espinhas: comer certos tipos de alimentos, também aumentam a oleosidade na pele, como por exemplo: leite, doces, carboidratos, frituras e não beber água constantemente. É preferível comer frutas, verduras, legumes e que contenham ômega-3.

5-Quem já possui uma doença hormonal: a síndrome dos ovários policísticos por exemplo, caracteriza-se pelo excesso de hormônios masculinos no corpo, aumentando a oleosidade e posteriormente, as espinhas.

6-Medicamentos: alguém que faz o uso de medicamentos que contenham corticoide e sejam anti-inflamatórios, também podem desencadear uma reação alérgica no corpo, deixando a pele propensa a inflamações.

Outros fatores como: sol em excesso sem protetor solar, predisposição genética para o aparecimento das acnes, gravidez (onde os hormônios estão aflorados), e não lavar, esfoliar e hidratar a pele corretamente, podem ocasionar as inflamações cutâneas.

A visita periódica a um dermatologista, pode ser necessária em alguns casos mais delicados, onde a pele for mais sensível, principalmente as mais claras, que se mancham facilmente com o sol, ao coçar ou espremer as espinhas.

 

 

               

 

 

 

 

2 Comentários

  1. Talita Moreira novembro 11, 2018
  2. Silmara Dias novembro 16, 2018

Deixe uma resposta