Dieta do ovo funciona? Tudo sobre essa dieta


COMPARTILHE AGORA MESMO
Dieta do ovo funciona? Tudo sobre essa dieta
Avalie este post

Dieta do ovo

Considerado por muito tempo como o vilão da boa saúde, ele agora virou a estrela de uma dieta do ovo que promete emagrecimento rápido em pouco tempo.

A dieta do ovo tem ganhado inúmeros adeptos país afora, mas você sabe exatamente como ela funciona? Conhece suas vantagens e desvantagens? Não? Tudo bem. Esse texto é exatamente para você.

Aqui, reunimos tudo o que é preciso saber para conhecer a nova dieta da moda e começar a perder peso hoje mesmo.

dieta do ovo

O que é a dieta do ovo

Nessa dieta, deve ser consumido, antes das três principais refeições diárias (café da manhã, almoço e jantar) um ovo poché ou cozido. Aqui, o objetivo é aumentar a saciedade e reduzir o consumo de calorias na próxima refeição.

Como ela funciona?

A dieta do ovo, quando combinada com um programa de alimentação hipocalórico, ajuda o organismo a queimar as reservas de gordura acumuladas e promover a perda de peso, já que o metabolismo permanecerá acelerado, graças ao consumo, em maior quantidade, de proteínas.

Benefícios da dieta do ovo

dieta-do-ovo-dica-drm

Ao contrário do que muitas pessoas possam imaginar, aderir à dieta do ovo traz inúmeros benefícios além da perda de peso. Conheça algumas razões para você entrar nessa dieta agora mesmo.

Aumenta a saciedade

O ovo é rico em proteínas e gorduras, nutrientes que são digeridos mais lentamente, trazendo assim uma maior sensação de saciedade. Por exemplo, para que as proteínas do ovo sejam quebradas em aminoácidos é preciso maior gasto energético, motivando o corpo a retirar a energia de suas reservas de gordura.

Fonte de vitaminas

O ovo é rico em vitamina B12, um componente que ajuda a emagrecer, já que favorece o metabolismo de proteínas e gorduras, produzindo mais energia, o que deixa o organismo mais ativo durante o dia.

Ou seja, a vitamina B12, presente no ovo, estimula o metabolismo, ajudando a reduzir as reservas de gordura do corpo.

Fonte de triptofano

O triptofano é um aminoácido que estimula a produção da serotonina. Além de ajudar a diminuir o estresse e a ansiedade, esse aminoácido controla o apetite e diminui a compulsão alimentar.

Além disso, o ovo ajuda a diminuir a vontade de comer doces e facilita o processo de emagrecimento graças à redução daquela fominha sem justificativa.

Não causa picos de glicose

Consumir um ovo logo depois do jejum noturno não causa picos de glicose, o que acontece sempre que ingerimos carboidratos no café da manhã, pois possui digestão lenta e não contém carboidratos.

Acelera o metabolismo

O ovo aumenta a produção da adiponectina, um hormônio que acelera o metabolismo, aumenta a queima de gordura e melhora a sensibilidade do corpo à ação da insulina, além de diminuir o apetite.

Dicas para tornar a dieta do ovo mais eficaz

Para que a dieta do ovo traga os resultados desejados, é importante seguir algumas dicas que tornarão tudo muito mais simples. Na hora da compra, por exemplo, prefira ovos orgânicos e caipiras.

Antes das refeições, tente comer os ovos sem sal, já que o sódio aumenta a retenção de líquidos, deixando a pessoa inchada.

No momento do preparo, não frite ou acrescente gordura aos ovos, pois o aumento da saciedade ocorre com mais frequência quando eles estão apenas cozidos e acompanhados de temperos naturais, como orégano ou salsinha.

A dieta do ovo não deve ser feita por mais de uma semana, pois a quantidade indicada para ser consumida diariamente pode provocar problemas nos rins.

Simplesmente adicionar os ovos à alimentação normal não emagrece. Ao contrário, pode até mesmo fazer engordar. Por isso, é importante combinar a dieta do ovo com alterações em hábitos alimentares.

Beba bastante água, não apenas para eliminar as toxinas e diminuir o inchaço como também para proteger os rins, já que eles poderão ficar sobrecarregados ao processar a proteína dos ovos em grande quantidade.

Não faça a dieta do ovo caso você tenha histórico de problemas renais ou níveis elevados de colesterol alto.

dieta-do-ovo-para-emagrecer-de-vez

Desvantagens da dieta do ovo

Como em toda dieta, desde a mais simples até a mais restritiva, existem benefícios e desvantagens. Agora que você já conhece as vantagens, é importante conhecer o que pode não ser tão bom assim na dieta, para que possa pesar os prós e contras.

Favorece o efeito sanfona

Quem adere à dieta do ovo corre o risco de sofrer com o efeito sanfona depois de encerrada. Ou seja, o peso eliminado por ser recuperado facilmente.

Dificuldade de concentração

Aumentar o consumo de ovos pode prejudicar a concentração, pois o cérebro precisa de uma determinada taxa de glicose para funcionar adequadamente.

Pode aumentar o colesterol

Quando não ingerido com alimentos complementares, a dieta do ovo pode aumentar o nível de colesterol ruim no organismo, o LDL.

Maior chance de problemas cardíacos

O maior consumo de ovos, estimulado por essa dieta, provoca maiores chances do desenvolvimento de problemas cardíacos, já que os níveis de açúcar e gordura no organismo estarão reduzidos.

O que comer durante a dieta do ovo

Embora contemple basicamente o consumo dos ovos, quem faz essa não deve ficar apenas nesse tipo de alimento durante suas refeições. Aliás, para que seu resultado seja positivo é importante montar o seguinte cardápio básico.

No café da manhã, a dica é consumir leite desnatado. Durante o almoço, a aposta está nos legumes cozidos e, no jantar, frango cozido e salada de legumes. Para o lanche da tarde, uma boa opção é comer uma fruta cítrica.

Outro cuidado importante é em relação às porções. Nunca ingerir uma grande quantidade de comida. Como o ovo é bastante calórico, é importante ficar de olho nas calorias de cada prato.

Afinal, fazer ou não fazer a dieta do ovo?

Embora seja um pouco inusitada, a dieta do ovo pode ser interessante para pessoas que buscam um programa de emagrecimento para favorecer a perda de peso. Mas, ao contrário de outros programas de emagrecimento, ela pode trazer alguns prejuízos à saúde quando feita sozinha ou por longo prazo.

Por exemplo, a quantidade sugerida de ovos para serem consumidos por dia podem provocar alguns efeitos colaterais à saúde, como risco de desnutrição ou inanição, quando feita de modo extremo (algumas pessoas restringem a alimentação apenas ao consumo do ovo durante as refeições).

Embora tenha algumas vitaminas, como a B12, a dieta pode gerar deficiência em todas as outras vitaminas ou, ainda, uma grande perda de massa muscular. O ovo possui ainda baixo teor de macronutrientes, como proteínas, carboidratos e gorduras, prejudicando a nutrição.

Além disso, esse tipo de dieta pode trazer problemas para pessoas que possuem altos níveis de colesterol, mas não tem conhecimento ou faz controle desses índices.

Por isso, se você busca um método para o emagrecimento, antes de optar pela dieta do ovo, o recomendável é aderir a um programa de reeducação alimentar, assim você foge do efeito sanfona, que dietas muito rígidas podem trazer, e também garante a nutrição adequada para que seu corpo funcione bem.

Agora, se você busca uma perda de peso rápida, para complementar os quilos já perdidos com a reeducação alimentar, ela pode ser uma boa pedida, para uma semana em que você exagerou um pouco e quer equilibrar tudo.

Outro conselho importante: faça sempre atividades físicas. O exercício ajuda na perda de peso.

Cardápio Dieta do Ovo

cardapio dieta do ovo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Você precisa ver isso também!

Deixe uma resposta