Como acabar com as espinhas


COMPARTILHE AGORA MESMO
Como acabar com as espinhas
Avalie este post

A acne pode aparecer por diferentes motivos como alterações hormonais, genética, estresse, uso de medicamentos ou suplementos e cosméticos muito oleosos. Quando o sebo de nossa pele é produzido pelo nosso organismo de forma exagerada, ocorre a obstrução dos poros podendo levar a uma proliferação de bactérias. Para conter essas bactérias as células produzem a substancia que forma as espinhas.

Ela precisa ser tratada sem espremer ou cutucar espinhas e sem o uso de produtos caseiros ou desconhecidos. As lesões que surgem devido a acne cicatrizam lentamente e, muitas vezes, quando começam a melhorar, outras parecem surgir.

Existem diferentes tipos de acne, sendo a mais comum aquela que se desenvolve durante a adolescência. A puberdade aumenta os níveis hormonais, principalmente, a testosterona. Esses hormônios mudam o funcionamento das glândulas da nossa pele, que começam a produzir mais sebo (oleosidade).

Isso acontece para criar uma forma de proteção mantendo a pele úmida. As espinhas começam a surgir quando esse óleo se mistura com as células mortas da pele. Isso obstrui os poros podendo proliferar o crescimento de bactérias. Quando essa mistura vaza para tecidos próximos pode provocar inchaço, vermelhidão e pus.

Por onde começar?

A primeira coisa a fazer é manter a pele limpa com a aplicação de cremes e loções, aumentar o consumo de alimentos que ajudam a diminuir a inflamação da pele, como o salmão, frutas, legumes e sementes de girassol.

Outra coisa fundamental é a consulta com um dermatologista para descobrir qual o melhor tratamento para seu caso. Ele irá lhe informar qual o seu tipo de pele, o que causou a acne, os tipos de produtos, remédios específicos como antibióticos, anticoncepcionais, cremes retinóides e, em último caso, a isotretinoína, conhecida como Roacutan.

Tipos de acnes:

Acne não-inflamatória ou comedônica;

Acne pápulo-pustulosa;

Acne nódulo-cística;

Acne conglobata;

Acne fulminans.

Formas de tratamento

Capsulas Natura – Clean Caps

cleanCaps-frasco

Estudos realizados nos Estados Unidos, Inglaterra e Alemanha utilizando o principio ativo (Saccharomyces cerevisiae) que é o mesmo princípio ativo de Cleancaps, se mostrou substâncialmente eficiente no combate de cravos e espinhas. Naturalmente, esse produto foi testado em diversos laboratório, e tem resultados comprovados tanto para casos mais severos, quanto em casos de acne mais branda, sendo considerado uma ótima opção para solucionar de uma vez o problema da acne.

botao-dicas-de-beleza-e-saude

Produtos para a limpeza da pele

Eles podem ter a forma de loção, gel ou barra utilizados para remover o excesso de oleosidade na pele. Os produtos irão impedir o acúmulo de gordura, células mortas e impurezas que obstruem os poros.

Retinóides

Os retinóides são cremes para serem utilizados à noite ou 2 vezes ao dia, e resolvem a maior parte dos casos de acnes leves. Alguns são: ácido retinóico, adapaleno, peróxido de benzoíla, ácido salicílico, ácido azeláico, isotretinoína.

Antibióticos tópicos

Eles impedem as inflamações na pele, podendo ser de vários tipos e comprados prontos ou formulados, mas devem ser prescritos por dermatologista.

Antibióticos em comprimidos

Diminuem a quantidade de bactérias que habitam a pele e que desenvolvem as espinhas. São usados em casos de espinhas que inflamam em grau 2 ou 3. Devem ser usados sob a orientação por um período de tempo determinado pelo médico.

Anticoncepcionais antiandrogênicos

Eles são indicados para em mulheres com acne resistente aos outros medicamentos ou que tenham excesso de testosterona e que se torna pior no período menstrual.

Isotretinoína oral

Só é recomendado em casos graves de acne inflamada de grau 3 possui grande efeito anti-inflamatório, secando as espinhas. Só pode ser usado sob orientação de um dermatologista devido aos efeitos colaterais.

Microdermoabrasão

peelingdecristal

Este é um procedimento estético para tratar as manchas causadas por causa das espinhas ou cicatrizes, rugas e estrias. Ele permite remover as camadas superficiais da pele e promove o surgimento de outras. Pode ser aplicado em vários locais do corpo, mas é mais usado na área do rosto.

Durante o tratamento, o paciente deve aplicar protetor solar no local de tratamento, sempre que estiver exposto ao sol.

Peeling químico

Ele diminui e remove cicatrizes, manchas de acne. Neste tratamento se faz a aplicação de um produto químico diretamente no local que se quer tratar.  Acontece uma esfoliação rápida na pele, das camadas profundas às camadas superficiais. Pode ser aplicado apenas na região afetada e, durante o tratamento, é preciso evitar a exposição ao sol e usar protetor solar com alto fator de proteção (50+).

A quantidade de sessões varia de acordo com a gravidade das manchas, da profundidade do peeling e do tempo de contato com a pele.

Laser CO2 fracionado

Ele renova a pele e estimula a formação de colágeno diminuindo as manchas de acne e outras, cicatrizes traumáticas, cicatrizes cirúrgicas, promovendo o rejuvenescimento.

É absorvido pela água contida em nossas células com a energia do Laser as células na pele se aquecem rápido e provoca a regeneração da pele provocando uma reorganização dos tecidos vaporizados.

Ele age no local em que o jato é aplicado, traz bons resultados na remoção das manchas na pele. Mas, também, melhora o aspecto de lesões maiores, precisando mais tempo para fazer outra sessão. Logo nas primeiras sessões, já é possível notar melhorias no aspecto da pele.

Ele é indicado para todos os tipos de pele. É necessário o uso de protetor solar com alto fator de proteção (50+). Evitando a exposição direta ao sol no local tratado.

Outros procedimentos

Existem outros tratamentos de pele como radiofrequência, fototerapia com luzes especiais e luz pulsada que são muito úteis para diminuir e desinflamar a região da acne.

Durante qualquer um dos tratamentos é importante evitar usar maquiagem para que os poros da pele possam respirar e se recuperar, evitando o acúmulo de gordura.

Os resultados vão aparecendo depois de 1 ou 3 meses do início de tratamento. É possível notar a cicatrização, diminuição do tamanho e das lesões resultantes das espinhas. E, é, importante ter a manutenção do tratamento através loções de limpeza ou retinóides, cuidados com a alimentação para evitar que as espinhas surjam de novo.

Em casos estremos é considerada cirurgias para cortar as cicatrizes.

Dicas simples

Evite o estresse, pois ele auxilia no desequilíbrio dos hormônios. Quando ficamos estressados, as glândulas suprarrenais ativam mais os hormônios masculinos que estimulam a produção de oleosidade da pele

Busque informações com um dermatologista sobre medicamentos que possuem vitamina A, pois eles diminuem o excesso de células mortas da pele. Ela esfolia a pele e diminui o acúmulo de células mortas reduzindo a formação de acne.

 

Deixe uma resposta