O que é BCAA? – Benefícios, como usar?


COMPARTILHE AGORA MESMO
O que é BCAA? – Benefícios, como usar?
Avalie este post

O que é BCAA? – Benefícios, como usar?

Este texto é voltado para as pessoas que gostam de praticar atividades físicas. Não que outras pessoas não devam lê-lo, pelo contrário, todo conhecimento é bem-vindo e importante, mas quando o texto começa dizendo que é voltado para as pessoas que são adeptas de academias, é porque ele quer mostrar o que muitos ainda podem nem conhecer.

Como é o caso do BCAA!

Acontece que estar em atividade na academia requer uma disposição maior, além de uma grande quantidade de energia gasta. Energia essa que precisará ser reposta, e é aí que entra o intuito deste texto.

 

Justamente para falar para os frequentadores de academia que existe um produto chamado BCAA, que funciona como repositor de energia no organismo, principalmente quando estiver em plena atividade física.

Já começou a mostrar mais interesse, não é?

Fique por aqui que falaremos tudo sobre o BCAA.

 

O que seria o BCAA?

O BCAA, que em inglês significa Branched Chain Amino Acid, traduzido para português seria algo como Aminoácidos de Cadeia Ramificada. Isso quer dizer que o BCAA é um suplemento composto por três aminoácidos essenciais de cadeia ramificada. Esses aminoácidos são pequenas unidades básicas que, quando estão juntas, formam as proteínas.

Como estamos falando de atividades físicas e reposição de energia, das proteínas que formam o tecido muscular, a Miosina é a principal delas.

 

E qual é a importância do BCAA?

A importância do BCAA se mostra quando ele se faz necessário porque realiza a manutenção das funções vitais e, principalmente, para os processos anabólicos, sendo a construção e a reparação muscular o principal deles.

De todos os principais aminoácidos, o organismo não consegue fabricar 9 deles, o que faz com que estes sejam obtidos através de uma dieta normal ou pela suplementação alimentar. Esses aminoácidos que o organismo não produz são chamados de essenciais.

E destes 9 aminoácidos que o corpo não produz, 3 deles, a Isoleucina, Leucina e a Valina são utilizados para construir e reparar as fibras musculares.

Aí é que entra a importância do BCAA, pois só ele compreende a 30 a 40% desses aminoácidos essenciais e também, cerca de 14 a 18% dos aminoácidos do tecido muscular.

beneficios bcaa

Como o BCAA funciona no organismo?

Quando um treino é finalizado, até os atletas de ponta sofrem com o efeito do catabolismo muscular, ou seja, as reservas de glicogênio caem, o que faz com que o fígado utilize o aminoácido L-alanina para sintetizar a glicose e mais da metade dos aminoácidos liberados pelos músculos durantes os treinos é composta de L-alanina.

Nessa hora, os aminoácidos começam a ser liberados da musculatura, os músculos interrompem a síntese de proteínas, o que é totalmente contrário ao que necessita a pessoa que pratica musculação.

Ao ingerir o BCAA, diferentemente de outros aminoácidos, ele não é quebrado no fígado, mas sim, no músculo. É por esse motivo que ele desempenha a função de produzir energia durante à prática de exercícios físicos.

Ou seja, o BCAA informará ao músculo que ele não precisa mais interromper a reunião de proteínas, já que os aminoácidos em circulação irão repor os estoques que foram perdidos no exercício, evitando também que sejam utilizados como fonte de energia.

E, além disso, os três aminoácidos contidos no BCAA possuem outras funções para o corpo. Uma delas é fazer com que o organismo o utilize como unidades de construção para proteínas e músculos.

 

Quais são os benefícios do BCAA para o organismo?

Os três aminoácidos presentes no BCAA, Isoleucina, Leucina e a Valina, possuem várias funções benéficas ao corpo.

Uma delas é serem utilizados como fontes de construção para proteínas e músculos. Eles também podem auxiliar na regulagem dos níveis de açúcar no sangue, já que preservam as reservas de açúcares do fígado e dos músculos, e ainda estimulam as células a retirarem o açúcar do sangue.

O BCAA também pode ajudar a diminuir a fadiga durante o exercício físico, reduzindo a produção de serotonina no cérebro.

Dos três aminoácidos que fazem parte do BCAA, é o leucina que tem o maior impacto sobre o corpo e a sua capacidade de construir proteínas.

Já os outros dois, Isoleucina e valina são mais eficazes na produção de energia e na regulagem dos níveis de açúcar no sangue.

O BCAA também pode ajudar na redução das dores musculares, isso porque, à redução dos níveis de enzimas creatina quinase e lactato desidrogenase no sangue, estão diretamente ligadas às lesões musculares, e o BCAA ajuda a melhorar a recuperação, fornecendo proteção contra os danos musculares.

Outro benefício percebido é que o BCAA pode ajudar a aumentar a massa muscular, isso porque ele é capaz de ativar as enzimas que são responsáveis pela construção dos músculos.

Ele também pode ajudar a promover a perda de peso, isso porque eles são capazes de ajudar a evitar o ganho de peso e aumentam a perda de gordura. O BCAA ajuda o seu corpo a se livrar da gordura indesejada, sendo mais eficaz nesse quesito.

E um dos grandes benefícios oferecidos pelo BCAA é a sua capacidade de reduzir as complicações de obter uma doença hepática, pois ele pode ajudar a reduzir as complicações ligadas aos problemas no fígado.

E uma dessas complicações é a encefalopatia hepática (EH), que podo ocasionar confusão, perda de consciência e coma.

Um estudo constatou que soluções cheias de BCAA, para pacientes que foram submetidos à cirurgia de fígado, ajudam a melhorar a função hepática, reduzindo os riscos de complicações e diminuindo o tempo de internação no hospital.

Os suplementos de BCAA são eficazes no combate à fadiga e ajudam a melhorar a fraqueza, oferecem uma melhor qualidade ao sono, alivia e diminui a incidência de câimbras musculares nas pessoas que possuem alguma doença hepática.

Caso a pessoa sofra de câncer de fígado, os suplementes repletos de BCAA ajudam a reduzir a retenção de líquidos e diminui o risco de morte prematuramente em até 7%.

Como-tomar-BCAAs 

Como deve ser utilizado o BCAA?

A pessoa pode consumir o BCAA 30 minutos antes e 30 minutos depois do treino, fazendo com que, dessa forma, ele tenha mais energia para gastar enquanto estiver realizando as suas atividades físicas e irá diminuir os efeitos do catabolismo muscular depois dos exercícios.

É recomentado que se tome, por dia, 0.20 gramas de BCAA. Seria, para uma pessoa de 70 quilos, 14 gramas do suplemento por dia. Melhorando, tomar, entre 5 e 10 gramas a cada vez.

Se você utiliza o BCAA para obter aumento de massa muscular, recomenda-se tomar o suplemento logo ao acordar, para que interrompa o catabolismo que se iniciou durante o sono.

É importante que o BCAA seja ingerido junto à uma fonte de carboidratos, uma fruta, ou com uma refeição, isso porque o aminoácido absorvido é otimizado na presença da insulina.

Se a sua vontade for tomar duas vezes ao dia, faça-a sempre antes e depois do treino.

 

Quais são os efeitos colaterais do BCAA?

Geralmente não há associação do consumo do BCAA com algum efeito colateral, mas é preciso ter cuidado, pois como ele é uma fonte de aminoácidos, as pessoas que sofram com algum problema renal devem evitar o seu consumo.

E como esses aminoácidos, quando metabolizados, podem causar desidratação, é preciso consumir bastante água enquanto estiver fazendo uso o BCAA.

Deixe uma resposta